Doutorado

Home Doutorado

O Doutorado em Ministério destina-se a portadores de diploma superior em Teologia e áreas afins, que desejam aperfeiçoar seus conhecimentos e habilidades de reflexão e ação no ministério e missão do povo de Deus. Nas igrejas, movimentos e organizações cristãs existem espaços e contextos missionais onde atua um elevado número de ministros e ministras ordenadas, bem como lideranças leigas voluntárias, que merecem qualificação teológica, teórica e prática, em nível de excelência.
O investimento na capacitação teórica e metodológica em nível de Doutorado em Ministério representa, por um lado, um compromisso com a qualidade do serviço ministerial e dos projetos missionais das igrejas, movimentos e organizações cristãs e, por outro lado, um compromisso com a própria formação continuada de suas lideranças ministeriais ordenadas e não-ordenadas.
O Doutorado em Ministério é um curso livre, não avaliado pela CAPES do MEC, e sua titulação é reconhecida em âmbito eclesial e de organizações cristãs.

Objetivo Geral
Qualificar graduados em Teologia e áreas afins, aprimorando seus conhecimentos e habilidades sobre planejamento, elaboração, desenvolvimento, gestão, assessoramento e avaliação de ações ministeriais e missionais em igrejas, movimentos e organizações cristãs.

Objetivos Específicos
a) Qualificar e aperfeiçoar lideranças cristãs na perspectiva da educação continuada.
b) Formar lideranças pós-graduadas aptas para atuar na elaboração de novos
conhecimentos, modelos e processos de atuação ministerial e missionária.
c) Qualificar agentes de transformação pessoal, familiar, eclesial e social, a serviço do Reino de Deus.
d) Formar lideranças cristãs comprometidas com os valores do Reino de Deus, em imitação de Jesus Cristo, movidas e capacitadas pelo Espírito de Deus.

Linhas de Pesquisa e Ação
As demandas da sociedade contemporânea, com alto índice de mudanças sociais, econômicas e culturais, afetam diretamente igrejas, movimentos e organizações cristãs, que buscam realizar sua missão sem conformar-se com o presente século, mas servindo como agentes de transformação a serviço do Reino de Deus.
De um modo particular, as lideranças cristãs, ordenadas e não-ordenadas, enfrentam novos desafios permanentemente, tanto do ambiente social externo, quanto das próprias comunidades eclesiais e seu preparo teológico ou profissional não é suficiente para atender às novas exigências de sucesso e competência.
Formação continuada, de qualidade e com dinamicidade, é necessária para que o exercício da liderança cristã seja capaz de permanente inovação, fundamentada, não nos paradigmas e modelos da sociedade capitalista plural; mas em paradigmas e modelos bíblicos e contextualizados, capazes de dotar pessoas de motivação, sabedoria e energia espiritual para servir a Deus com integridade, excelência e competência.